Bizdrone

Perguntas Frequentes

Hospedagem de Sites

Q.Qual é o painel de controle utilizado?

A Thempla oferece apenas planos de hospedagem de sites linux, o painel de controle utilizado é o cPanel. Com ele, você poderá gerenciar os seus e-mails, arquivos, bancos de dados, crons, redirecionamentos e muito mais!

Sim. Você poderá hospedar quantos sites/domínios quiser dentro do mesmo plano de hospedagem de sites, tendo o único limite o espaço em disco contratado.

Se o painel de controle do seu site for o cPanel, sim, nós podemos efetuar a migração completa do seu site sem custos adicionais. Se for um painel de controle diferente, nós podemos verificar a possibilidade. Envie um ticket de suporte pela <a href="https://central.thempla.com.br/">Central do Cliente</a> para solicitar a migração do seu site.

Não. Caso queira efetuar a troca do seu plano de hospedagem de sites, todas as suas senhas, configurações e arquivos serão mantidas, alterando apenas os recursos disponibilizados conforme o novo plano contratado.

Não! Você poderá contratar um plano de hospedagem de sites conosco e cancelar a qualquer momento, sem taxas adicionais ou multas. O cancelamento deve ser feito pela sua <a href="https://central.thempla.com.br/">Central do Cliente</a>.

Domínios

Q.Qual a diferença entre um domínio .com e .com.br?

Em termos técnicos não existem diferenças. Somente que a extensão .com.br é nacional e a extensão .com é internacional, mas ambos são acessíveis de qualquer lugar do mundo.

Quanto mais simples o domínio escolhido, mais fácil o endereço do seu site será lembrado pelos clientes e encontrado na internet. Portanto, evite nomes com grafia difícil, em línguas estrangeiras, com muitos caracteres, com letras repetidas como vogais ou consoantes seguidas e cacofonias. Lembre-se que você terá que repetir diversas vezes o endereço do site caso ele seja de difícil entendimento.

O domínio é o nome da sua empresa na internet, como por exemplo "thempla.com.br" ou "google.com.br". Ele serve como endereço de seu site "www.suaempresa.com.br" e também é usado para ter endereços de e-mails como "seunome@suaempresa.com.br".

Certificados SSL

Q.O que é necessário para obter um Certificado SSL?

O protocolo SSL precisa estar habilitado em seu servidor ou plano de hospedagem. Normalmente é necessário um IP dedicado. Você deve confirmar com o administrador do seu servidor ou com o suporte de seu provedor de hospedagem se o seu site está preparado para utilizar um certificado SSL.   É necessário que seja gerada uma CSR em seu servidor. A CSR (Certificate Signing Request) é uma chave utilizada para emitir o certificado. Caso você não seja o responsável pela administração do servidor, você deve solicitar a CSR ao responsável ou ao suporte do seu provedor de hospedagem. Se for o caso, nós podemos lhe orientar sobre como obter a CSR. No processo de verificação será enviado um e-mail ao responsável pelo domínio. Portanto, você precisa ter uma das seguintes contas de e-mail ativa: admin@, administrator@, webmaster@, postmaster@ ou hostmaster@. Os dados de registro do seu domínio devem estar atualizados e visíveis (whois). Caso esteja utilizando algum serviço de proteção de privacidade, esse deve ser desativado durante o processo. Para os certificados de validação completa, também é necessário verificar a identidade da empresa ou pessoa que fez a solicitação. Normalmente todo o processo é automatizado, mas em alguns casos a autoridade certificadora pode solicitar alguma documentação como contrato social, documento de identificação, ou ainda uma autorização com firma reconhecida. Para os certificados de validação estendida, além das verificações citadas acima, será necessário: Comprovar que a empresa encontra-se em operação, por meio de uma auditoria externa ou declaração de alguma instituição financeira onde a empresa possua conta ativa, por exemplo: Comprovante de que o responsável pela solicitação possui poderes para solicitar um certificado de segurança SSL em nome da empresa com um contrato social, ata de constituição da diretoria ou procuração registrada em cartório.

Os certificados de segurança SSL podem ser classificados em três tipos de validação: Validação simples (ou validação de domínio): São os certificados mais baratos e que possuem a emissão mais rápida. Seu nível de validação é básico e apenas confirma se o responsável pelo domínio autoriza sua emissão, através de um e-mail contendo um link de verificação. Esse tipo de certificado NÃO inclui informações como o nome da empresa e a sua localização. Validação completa (ou validação da entidade/organização): Além de verificar a propriedade do domínio, esse tipo de certificado também verifica a identidade da empresa ou pessoa para a qual está sendo emitido. Informações como nome e localização da entidade são incluídas no certificado, o que transmite mais credibilidade ao usuário. Validação estendida (EV): Esse tipo de certificado proporciona o maior nível de validação disponível no mercado. Além de verificar a identidade da organização, ele também verifica a identidade do responsável pela solicitação e se o mesmo possui poderes para emitir um certificado em nome da empresa. Devido a esse nível de validação, esse tipo de certificado ativa a “barra verde” (ou o nome da empresa destacado em verde) nos navegadores mais recentes, transmitindo ao seu usuário ainda mais conforto e tranquilidade.

Sim. Todos os certificados possuem um selo para ser utilizado em seu site e/ou loja virtual, sendo que para o Certificado SSL RapidSSL o selo é estático e nos demais, o selo de segurança e autenticidade é dinâmico e com verificação online.

O certificado de segurança SSL é essencial para combater transações fraudulentas que ocorrem na Internet. Ele não só garante que todos os dados compartilhados entre o cliente e o servidor são criptografados, mas também ajuda a ganhar a confiança do seu usuário. O certificado SSL permite que o usuário confirme a identidade do seu site, o que lhe traz mais tranquilidade ao fazer um login ou comprar algum produto.

O SSL/TLS é um protocolo que oferece um canal seguro entre duas máquinas que estão se comunicando através da internet ou de uma rede interna. Esse protocolo é usado quando um navegador precisa se conectar com segurança a um servidor web.